Não somos nem tão bons para fazer o bem, e nem tão maus para praticar o mal. Ficamos então na mediocridade…

Temos que ousar! Sair do comodismo, e, de fato, fazermos a diferença! ‘Deixar rasto’, como dizem por aí.

Anúncios